Governo contrata estudos para privatização do setor postal

Avaliação deve considerar regulação do setor, condições de mercado e experiências internacionais para buscar alternativas de parceria com setor privado.

O Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira traz resolução do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) que aprova a contratação pelo gestor do Fundo Nacional de Desestatização (FND) de pareceres e estudos especializados relativos ao setor postal no Brasil. 

Os estudos deverão avaliar a regulação e legislação do setor, condições de mercado e experiências internacionais com o objetivo de buscar alternativas de parceria com a iniciativa privada, considerando a necessidade de atendimento universal do serviço postal.

Ontem (16), após o fim de parceria com o Banco do Brasil, os Correios desistiram de operar o Banco Postal, que presta serviços de correspondente bancário. Hoje, o Banco do Brasil divulgou fato relevante informando que assinou novo contrato temporário de prestação de serviços de correspondente bancário com os Correios, em substituição ao contrato que venceu no último domingo (15). 

No início de agosto, o presidente Jair Bolsonaro disse em evento com empresários em São Paulo que iria privatizar os Correios. No mesmo dia, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, disse que naquele momento não havia nenhum documento oficial ou ordem do presidente para privatizar os Correios. Semanas depois, ainda em agosto, Bolsonaro confirmou a intenção de privatizar os Correios e sinalizou que o processo seria longo

 

FONTE GLOBO VALOR